«Não tenho dúvidas, respeitando muito o Eusébio e os outros jogadores que passaram pela seleção portuguesa. O Cristiano é um símbolo de Portugal, pelos golos que já marcou por Portugal e pelos clubes, acho que o Ronaldo é um jogador que vai deixar uma grande marca no futebol», destacou o defesa.

O central recorda o último jogo frente à Irlanda do Norte em que Cristiano Ronaldo marcou três golos apesar de estar com algumas limitações física. «É muito difícil para o Cristiano perder um jogo, pelo caráter que tem, pela vontade de entrar em campo e poder jogar futebol. Acho que é um ponto forte dele, quer sempre ajudar, estar disponível. Infelizmente, não estava nas melhores condições mas fez o máximo para jogar porque sabia da importância do jogo para Portugal», acrescentou.

Cristiano Ronaldo foi dispensado da seleção e já não viajou para os Estados Unidos onde, esta terça-feira, Portugal vai defrontar a seleção de Scolari. Um jogo especial para Pepe, não só por ir defrontar a seleção do país onde nasceu, mas também porque vai ter pele frente Neymar, o novo avançado do Barcelos. «É uma coisa que ainda não me passou pela cabeça. Espero poder contribuir para ajudar a seleção, só estou concentrado na seleção», comentou ainda o defesa do Real Madrid.