A formação africana, que foi última do grupo G com apenas um ponto, perdeu 2-1 com Portugal na terceira jornada. O presidente John Mahama não explicou a decisão, mas ela surgiu logo após o desempenho negativo do Gana no Brasil-14.