As explosões, que decorreram ainda na fase inicial do jogo, foram ouvidas dentro do estádio, onde o a partida prosseguiu sem que jogadores ou público tomassem conhecimento imediato do que se estava a passar. Cerca de uma hora após o apito final, o juiz espanhol falou ao diário AS.

«Não fazia ideia do que estava a acontecer até o jogo acabar. Passámos por momentos muito complicados, de grande incerteza porque inicialmente disseram-nos que não estávamos autorizados a deixar o estádio, mas agora as coisas estão um pouco mais calmas», relatou o árbitro.

Este sábado à tarde, Mateu Lahoz aterrou em Valencia depois do susto vivido na véspera em pleno Stade de France. À chegada ao aeroporto de Manines, o juiz espanhol não quis abordar o assunto. «Não tenho vontade de falhar. A única coisa que importa são as vítimas e as famílias», disse, citado pela Marca, antes de seguir para casa acompanhado pela mulher e pelo filho.