Falávamos de grandes treinadores. Pablo Aimar coloca Marcelo Bielsa num pedestal, declara-se admirador de Pep Guardiola, não se esquece de Ramon Díaz e Jorge Jesus. Até chegarmos a Lucho Gonzalez, capitão do F.C. Porto e um jogador de perfil semelhante ao de El Mago. Talvez por isso Aimar o olhe da forma que olha. Tudo para ler nesta entrevista exclusiva ao Maisfutebol.

Qual foi o treinador que melhor entendeu o futebol de Pablo Aimar?

«O melhor treinador que tive foi Marcelo Bielsa. Ramón Diaz, no River, até Jorge Jesus, no Benfica, também me aproveitaram bem e entenderam o meu futebol. Tive sorte com os treinadores, trabalhei com alguns dos grandes mestres».

E no futebol atual, qual é o treinador que mais admira?

«Vejo o Bayern Munique a jogar e percebo que o Guardiola conseguiu impor muito rapidamente o que pretende: ter bola, pressionar, reduzir o espaço do campo. E fazer isto numa cultura radicalmente distinta não é para qualquer um. Para mim, Guardiola é o melhor treinador do mundo».

Considera a possibilidade de se tornar treinador ou recusa a ideia?

«O mais bonito no futebol é a possibilidade de poder jogá-lo. Creio que ser treinador, ensinar, também é apaixonante, mas por agora penso jogar um tempo mais. Até que sinta não ter condições físicas. Depois decidirei».

Dos muitos argentinos que têm passado em Portugal, Lucho Gonzalez será porventura o mais parecido consigo. É um jogador que admira?

«Tenho um carinho enorme por ele. Uma grande admiração, mesmo. É das melhores pessoas que conheci no mundo do futebol. Agradeço tudo o que vivemos no futebol. Nunca o vi como um rival».