Maisfutebol

A primeira notícia é do Ideal.es. Pelas 20h00, o jornal de Granada informa que Siqueira vai para o Benfica.

Por essa altura, já Siqueira tinha rumado a Lisboa. «Esteve no clube, saiu para Portugal às 19h00 num avião privado e na companhia de um amigo. Chegou por volta das 20h30», contou Juan Prieto, da Granada FC TV, ao Maisfutebol. «Estive sempre em contacto com ele», garante. «O empresário de Siqueira, Alvaro Torres, estava à espera em Lisboa. Tinha ido à Corunha negociar Alex Geijo», conta Rafael Lamelas, jornalista do Ideal. Notícias da Galiza confirmam-no.

O primeiro contacto do Maisfutebol com Torres, pouco depois das 20 horas, nada dá.

Siqueira pisa solo português: faltam duas horas e meia para fechar o mercado de La Liga. «Quando aterrou, Siqueira recebe a informação do tal contacto do Real Madrid», explica de novo Lamelas. Esta informação é partilhada por Juan Prieto, da Granada FC TV, canal que começa a inverter discurso: Siqueira está agora próximo do Real Madrid. «Não gostamos de aguentar as transferências até ao último minuto, mas o Real Madrid obrigou-nos a segurar Siqueira até ao fim.» Palavras desta terça-feira de Juan Carlos Cordero, o diretor desportivo do Granada, a confirmar o enredo da véspera.

Voltando a segunda-feira: o segundo contacto do Maisfutebol com Alvaro Torres, às 21h30, surte efeitos: «Há várias hipóteses para Siqueira», diz-nos o empresário. Falta hora e meia para o fecho do mercado em Espanha.

Ao contrário do que surgiu nas redes sociais, Siqueira nunca saiu de Lisboa. Esperou no aeroporto da Portela pelo desfecho do negócio com o Real Madrid.

Os jornais espanhóis tinham começado a indicar que Fábio Coentrão podia estar de partida para o Manchester United. Esse é o motivo do contacto do Real Madrid por Siqueira. Que continua à espera no aeroporto de Lisboa.

Pouco depois das 22h30 de Portugal, o diretor de comunicação do Granada, Javier Rufete, anuncia ao Maisfutebol: «Siqueira é jogador do Real Madrid.» Ou seja, a meia hora do fecho de mercado em Espanha, onde eram 23h30.

Porém, faltava confirmação oficial.

O mercado fechou ao mesmo tempo em Espanha e em Inglaterra, onde também se esperava por novidades do Manchester United e de Fábio Coentrão. Os papéis do internacional português demoram. Não terão entrado a tempo. «Não posso confirmar essa parte, mas é a informação que corre no clube», diz Juan Prieto.

Os merengues ficam com Coentrão e, assim, decidem não acionar o acordo com Siqueira. «Às 23h15, ele deixa o aeroporto e vai para a sede do clube, o Estádio da Luz», relata Juan Prieto.

Passam 40 minutos do fecho do mercado em Espanha quando o Maisfutebol faz novo contacto com o empresário de Siqueira. São 23h40: «Isto ainda não fechou, falamos quando o mercado [em Portugal] estiver fechado. Há hipóteses em aberto.»

Insistimos: pode ir para o Benfica? Ainda pode ir para o Real Madrid? Resposta de Torres: «Sim, há hipoteses, ainda estamos a concluir, até à meia noite.»

Siqueira já está na Luz quando existe este contacto.

Às 23h58, o Maisfutebol sabe que o lateral é do Benfica. A confirmação oficial surge logo de seguida, já terça-feira, no canal do clube. «A situação de Siqueira não foi fácil. O importante é que o jogador devia sair e jogar na Champions, depois do nível que mostrou no Granada», afirmou Juan Carlos Cordero, dirigente do Granada, em conferência de imprensa, esta terça-feira.

Jesus conseguiu, por fim, um lateral-esquerdo que seguia há muito. Um «namoro antigo», reconheceu o jogador, ao envergar, sorridente, a camisola do Benfica.