O Wolverhampton teve uma entrada fulminante na Premier League 2020/21. Os lobos de Nuno Espírito Santo venceram em Bramall Lane o Sheffield United por 2-0, na primeira jornada da prova.

Com Patrício, Moutinho, Pedro Neto e Podence de início, os Wolves tiveram seis minutos brilhantes. Logo aos três minutos, o ex-Olympiakos fugiu na esquerda e cruzou para uma finalização simples de Raúl Jiménez.
 

 


Volvidos três minutos, Pedro Neto bateu o pontapé de canto e Saiss bateu Ramsdale. Tudo simples e fácil para a equipa do técnico português.
 

  

A segunda parte foi totalmente diferente. O Wolverhampton deixou de ter bola e passou por alguns calafrios. Podia, inclusive, ter sofrido pelo menos um golo. Fleck acertou no poste da baliza de Patrício aos 51 minutos e Sharp atirou por alto em plena pequena área (72m). É verdade que nos vinte minutos finais o conjunto forasteiro acertou no ferro por Saiss e esteve perto do 3-0 por Traoré e Jiménez. 

Refira-se que Vítor Ferreira foi estreado por Nuno Espírito Santos, rendendo João Moutinho a cinco minutos do final. Rúben Neves também foi utilizado - entrou aos 76 minutos - enquanto Fábio Silva e Rúben Vinagre não saíram do banco de suplentes.