Mas o conjunto de Marco Silva fez uma grande exibição na Luz. Chegou a estar em vencer, ainda permitiu o empate, mas já não deixou o Benfica conquistar os três pontos.

Um dos principais «culpados»? Vagner, pois claro, autor de uma enorme exibição.

Meses depois, o guarda-redes brasileiro ainda fala sobre esse jogo, na entrevista exclusiva que deu ao Maisfutebol, com um especial carinho.

Aquele Benfica-Estoril na Luz, que quase podia ter dado o título ao Benfica e terminou em 1-1, foi o jogo da sua vida?

Foi um jogo especial, sem dúvida, um momento fantástico, porque não é todos os dias que se atua perante 60 mil pessoas, na Luz, num ambiente fantástico. O Benfica é uma grande equipa, muitos diziam que já tinham o titulo ganho, mas nós quisemos mostrar o nosso valor. Foi um jogo emocionante e o futebol é emocionante também por momentos como aquele. Em 90 minutos, tudo pode acontecer.

Para um guarda-redes, a pressão é maior num jogo como esse?

Eu falo por mim: a pressão que sinto é a que imponho a mim próprio. Pressão de adversário ou de público, zero.

Mesmo?

Sim, vejo as coisas assim. Não há maior pressão do que a que eu próprio imponho ao meu trabalho. Sou muito exigente.

Quanto tempo mais quer ficar em Portugal?

Se pudesse, ficava o resto da minha vida aqui. Adoro Portugal. Este país deu-me tudo. Tenho a minha família, o meu trabalho. Adoro o país, as pessoas, o futebol português. Estou muito bem aqui. Ao Estoril, ficarei eternamente grato.

Está a tratar do processo de naturalização. Sonha com a seleção portuguesa?

Tenho família aqui, o meu bisavô era português. Estou realmente a tratar da naturalização porque me sinto em casa em Portugal. Mesmo em termos laborais, será bom ter essa naturalização, o facto de deixar de contar como estrangeiro. É mais por isso, não quero tirar o lugar a ninguém.

VAGNER

Nome: Vagner da Silva

Data de nascimento: 6 de junho de 1986 (27 anos)

Naturalidade: Araruna, Paraná

Posição: Guarda-redes

Altura: 1,85 metros

Peso: 80 quilos

Percurso: Atlético Paranaense (2001-2008), Ituano (2009), Desportivo do Brasil (2009), Estoril (2010-2013)

Títulos: Estadual Paranaense (2005), II Liga Portuguesa (2012)