«É uma equipa que nos vai criar problemas pelo seu estilo de jogo, a sua agressividade e intensidade elevadas, um jogo muito vertical e que também esgotará todas as possibilidades para tentar ainda qualificar-se. Deverá trazer uma estratégia um pouco diferente da que mostrou no Estádio do Dragão, tentando ter mais iniciativa e não fazendo um jogo tão direto».

Paulo Bento recordou que depois do jogo de Belfast ainda faltarão mais dois no grupo F europeu de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2014, as receções a Israel e ao Luxemburgo, rejeitando que o resultado obtido frente à Irlanda do Norte possa ter consequências decisivas na questão do apuramento para a fase final.

O treinador comentou também a chamada forçada de Anthony Lopes, assinalando que o guarda-redes tem qualidade e um trajeto insuspeito na seleção de sub-21, dando «garantias de poder fazer parte do lote de convocados» para um desafio de tanta importância.