Maisfutebol

Portimonense: equilíbrio para a afirmação

1
Portimonense venceu Estrela

O Portimonense arranca para a sexta temporada consecutiva na Liga a procurar prosseguir o caminho de afirmação entre os grandes de forma mais tranquila. Paulo Sérgio vai para a quarta época no clube, feito assinalável no futebol nacional e uma garantia de continuidade na gestão de um projeto que passa por elevada rotatividade de jogadores.

O Portimonense foi mantendo na pré-epoca a base do plantel , vendo apenas sair os emprestados Nakajima e Angulo, além do médio Imbula e do lateral Sana. E prepara-se agora para perder o guarda-redes Samuel, titular da baliza, alvo do FC Porto depois da saída de Marchesín. Paulo Sérgio sabe que nada estará fechado até final de agosto, ou mesmo para lá desse prazo, noutros mercados em que o Portimonense se move habitualmente. Há um ano, foi precisamente no último dia de mercado que saiu para a Serie A o avançado Beto, a grande referência no arranque do campeonato.

A posição de ponta de lança foi aliás uma das que o clube procurou reforçar neste defeso, visto que a saída de Beto ainda não tinha sido colmatada, apesar de muitas entradas também no mercado de janeiro. Chegou o hondurenho Bryan Rochez, que foi durante cinco anos referência ofensiva no vizinho Nacional, e antes dele o clube foi à Liga 3 buscar Yago Cariello, que se destacou na época passada no União Santarém.

O Portimonense dedicou foco particular ao mercado nacional, onde garantiu nada menos que quatro laterais: Gonçalo Costa, que deixou o Sporting B, Zié Ouattara, ex-Vitória Guimarães, e Moustapha Seck e Pastor, ambos ex-Leixões. Muitos reforços para os flancos, a prever eventualmente a saída de primeiras escolhas, mas também a dar mais opções ao plantel para permitir a Paulo Sérgio maior flexibilidade e alternância de modelos, com o sistema de três centrais como solução para jogos mais exigentes. Testou-o também ao longo de uma pré-época em que o Portimonense aproveitou o estágio de várias equipas estrangeiras no Algarve para ensaios nesse contexto.

Chegou ainda de Paços de Ferreira o médio Diaby, além de reforços nos escalões secundários, como o promissor médio Klismahn (Alverca) e o extremo Rui Gomes (Sp. Covilha. Paulo Sérgio ainda espera mais soluções para a frente, enquanto conta também com vários jogadores da equipa sub-23, como Bruno Reis, Paulo Estrela ou Kim Yong-hak.

Depois de ter sido repescado para ficar na Liga em 2019/20, o Portimonense garantiu a permanência nas duas épocas seguintes. No ano passado começou forte e fez uma boa primeira volta, mas sofreu uma quebra acentuada, sem qualquer vitória na Liga em quatro meses. Emendou a mão na reta final, a tempo de garantir a salvação. Mas vai tentar não repetir a experiência e encontrar o equilíbrio que possa alimentar a ambição de voos mais altos, assumida desde o regresso do clube à Liga, em 2017.

2
Portimão comemora regresso à Liga

Classificação da época passada: 13º

Melhor classificação: 5º (1984/85)

Presenças na I Divisão: 19

Objetivo: Garantir a permanência como ponto de partida

3
Paulo Sérgio

Treinador: Paulo Sérgio

Aos 54 anos, Paulo Sérgio vai para a quarta temporada em Portimão, ainda que na primeira tenha chegado a meio. Já é o terceiro técnico há mais tempo num clube da Liga, depois de Sérgio Conceição e Álvaro Pacheco. E está a cumprir o período mais longo da sua carreira num só clube desde o Olhanense, onde terminou a carreira de jogador e iniciou o percurso de treinador, em 2003.

Desde então, correu mundo. Depois do Olhanense treinou Santa Clara e Beira Mar, estreou-se n Liga em Paços Ferreira e foi rapidamente subindo patamares: da Mata Real para Guimarães e daí para o Sporting. Não foi feliz a passagem por Alvalade e depois de sair em fevereiro, com a equipa já muito longe da luta pelos primeiros lugares, o caminho de Paulo Sérgio seria longe do futebol português. Treinou na Escócia, Roménia e Chipre, antes de voltar a Portugal, para uma passagem pela Académica em que também não terminou a época. Seguiram-se Emirados Árabes Unidos, Irão e Arábia Saudita.

Foi de novo no Algarve que reencontrou o seu espaço no futebol nacional. Sucedeu em fevereiro de 2020 a Folha e no final da temporada, apesar do 17º lugar, o Portimonense manteve-se na Liga, repescado depois da despromoção o V. Setúbal. Paulo Sérgio continuou ao comando da equipa, prolongando um trabalho que resultou na manutenção nas duas temporadas seguintes. Renovou até 2024 e continua a ser no banco o rosto do projeto do clube.

4
Banco de suplentes

Plantel

Clique aqui para ver o plantel completo

Entradas: Rui Gomes (Sp. Covilhã), Moustapha Seck (Leixões), Gonçalo Costa (Sporting B), Zié Outtara (V. Guimarães), Pastor (Leixões), Yago Cariello (U. Santarém), Vinícius Guarapuava (Azuriz), Bryan Rochez (Nacional), Gustavo Klismahn (Alverca), Diaby (Paços Ferreira)

Saídas: Imbula, Angulo (fim de empréstimo), Nakajima (fim de empréstimo); Sana (Al Wasl)

5
Gustavo Klismahn (Portimonense)

Atenção a: Klismahn

O nome soa a goleador e é mesmo inspirado no histórico avançado alemão: o pai de Gustavo era fã de Jürgen Klinsmann e passou o nome ao filho, à espera que viesse a ter futuro no futebol. A grafia calhou diferente do original. E além disso Klismahn também não joga lá na frente, embora tenha uma capacidade goleadora assinalável para um jogador que se move longe da área. Mas tornou-se jogador, com futuro.

Klismahn é natural do Pará e o Estoril descobriu-o em 2018 na formação do Desportivo Brasil. Na Amoreira, afirmou-se rapidamente na equipa de sub-23 ao longo de três épocas, um percurso que culminou com a conquista da Liga Revelação em 2021, quando alinhou em 21 jogos e marcou cinco golos.

No final da época não foi promovido à equipa principal do Estoril e deu, como disse na apresentação em Portimão, um passo atrás. A mudança para o Alverca, na nova Liga 3, revelou-se uma escolha certa. Ao longo de 30 jogos, com seis golos apontados e três assistências, Klismahn foi um dos destaques da competição.

Aos 22 anos, diz-se preparado para jogar na Liga. Chegou a Portimão na reta final da preparação e com algumas queixas físicas, mas tem potencial para ser uma boa aposta no Algarve.

6
Genéricas Maisfutebol

Equipa-tipo

Samuel (Nakamura);

Moufi, Pedrão, Relvas, Seck;

Ewerton, Jocú, Klismahn;

Anderson, Rochez, Welinton

Calendário do Portimonense

Maisfutebol
Alemanha: o guia 25 jun, 00:45
Bélgica: o guia 25 jun, 00:00
Áustria: o guia 24 jun, 14:13
França: o guia 24 jun, 00:00
Portugal: o guia 23 jun, 20:41
Suécia: o guia 23 jun, 00:00
Suíça: o guia 23 jun, 00:00
Polónia: a análise 11 jun 2021, 23:48
França: a análise 11 jun 2021, 13:53
Espanha: a análise 11 jun 2021, 00:00
Eslováquia: a análise 11 jun 2021, 00:00
Escócia: a análise 10 jun 2021, 22:40
Croácia: a análise 10 jun 2021, 22:39
Inglaterra: a análise 10 jun 2021, 22:39
Portugal: a análise 10 jun 2021, 22:01
Suécia: a análise 10 jun 2021, 21:14
Ucrânia: a análise 10 jun 2021, 01:20
Áustria: a análise 10 jun 2021, 01:19
Rússia: a análise 9 jun 2021, 00:11
Finlândia: a análise 9 jun 2021, 00:10
Suíça: a análise 8 jun 2021, 00:11
Turquia: a análise 8 jun 2021, 00:11
Finlândia 7 jun 2021, 00:24
Escócia 7 jun 2021, 00:23
Suíça 7 jun 2021, 00:23
Suécia 7 jun 2021, 00:23
Dinamarca 7 jun 2021, 00:23
Espanha 7 jun 2021, 00:22
Ucrânia 7 jun 2021, 00:22
Itália 7 jun 2021, 00:22
Países Baixos 7 jun 2021, 00:22
Bélgica 7 jun 2021, 00:21
Turquia 7 jun 2021, 00:21
País de Gales 7 jun 2021, 00:20
Macedónia do Norte 7 jun 2021, 00:20
Rep. Checa 7 jun 2021, 00:20
Polónia 7 jun 2021, 00:20
Croácia 7 jun 2021, 00:19
Áustria 7 jun 2021, 00:19
Hungria 7 jun 2021, 00:19
Rússia 7 jun 2021, 00:19
Alemanha 7 jun 2021, 00:18
Eslováquia 7 jun 2021, 00:18
Inglaterra 7 jun 2021, 00:18
França 7 jun 2021, 00:17
Portugal 20 mai 2021, 23:45
100 anos do Sp. Braga 18 jan 2021, 23:51