Maisfutebol

Portugal: os jogadores

1
Reação de Rui Patrício após o golo de Mitrovic que decidiu o Portugal-Sérvia (AP)

RUI PATRÍCIO

Data de Nascimento: 15.02.1988

Clube: AS Roma

Posição: Guarda-redes

É o guarda-redes mais internacional da história da seleção portuguesa, e sétimo no ranking absoluto de jogos. Número 1 incontestado ao longo da última década, está agora a passar o legado a Diogo Costa, mas Fernando Santos continua a utilizá-lo em alguns jogos, e o guarda-redes de 34 anos continua à altura, como mostra semanalmente na Roma de José Mourinho.

A saúde mental é uma preocupação muito presente no quotidiano de Rui Patrício, até porque a mulher, Vera, é psicóloga. Praticante de ioga e meditação, o guarda-redes tornou-se, há alguns anos, seguidor do guia espiritual Paramahamsa Vishwananda.

«Tudo na vida requer um pouco de fé, mas para mim é uma questão o que vai dentro da minha cabeça. E tanto a nível pessoal como profissional, precisamos de saber como estamos, de forma a ter uma boa vida», disse à Sky.

2
Kutlu e Diogo Dalot no Portugal-Turquia (Luís Vieira/AP)

DIOGO DALOT

Data de Nascimento: 18.03.1999

Clube: Manchester United

Posição: Lateral

Em 2018, quando assinou pelo Manchester United, decidiu oferecer uma carrinha ao primeiro clube, a Escola de Futebol Fintas, na região de Braga. Luís Travessa, um dos seus primeiros treinadores, diz que Diogo «é um atleta natural, como Cristiano Ronaldo», com quem partilha o balneário do Man Utd e da seleção portuguesa.

«Ele tem uma qualidade de vida que o ajuda, o tal treino invisível. Lembro-me que houve aqui uma vez um concerto em que a irmã ia cantar e ele não foi ao concerto para poder descansar, para no jogo estar totalmente bem. São os chamados momentos à Cristiano Ronaldo. Podia ser um atleta de qualquer outra modalidade, caso se tivesse dedicado a isso», explicou Luís ao Maisfutebol.

3
Antonio Rudiger e Pepe no Alemanha-Portugal do Euro 2020

PEPE

Data de Nascimento: 26.02.1983

Clube: FC Porto

Posição: Defesa Central

Alguns problemas físicos colocaram em causa a presença no Mundial, mas o ‘Xerife’ não vira a cara à luta e está sempre disponível para retribuir a Portugal a forma como foi recebido quando deixou o Brasil.

«Quando cheguei a Portugal, no aeroporto, tinha o equivalente a cinco euros. Podia comprar um cartão telefónico para ligar à minha mãe ou comer alguma coisa. Decidi ligar à minha mãe. Depois, esfomeado, fui a uma loja de 'fast food' do aeroporto e perguntei ao empregado se tinha alguma coisa para comer. Ele ofereceu-me uma baguete. Aquele gesto marcou-me muito. Portugal deu-me tudo», explicou ao Expresso.

Na mesma entrevista revelou que era um jovem mimado, e que aos 17 anos ainda dormia com a mãe, o que nos faz sorrir quando se pensa no contraste com o rótulo de ‘bad boy’ em campo.

4
Rúben Dias: lesionado

RÚBEN DIAS

Data de Nascimento: 14.05.1997

Clube: Manchester City

Posição: Defesa Central

Um líder natural, algo bem patente na forma como conquistou o seu espaço na equipa principal do Benfica, mas sobretudo no impacto que teve ao chegar ao Manchester City. Logo na época de estreia foi eleito o Jogador do Ano da Premier League, e em poucos meses foi incluído no lote de capitães de equipa.

Ao segundo título com os citizens o impacto maior foi provocado pelo pai, que chocou acidentalmente com Noel Gallagher no jogo da consagração. «Estava aos saltos como um idiota, a levantar o meu filho de onze anos como se fosse o troféu da Premier League, e ao virar-me levo uma cabeçada do pai do Rúben Dias. Dei por mim no chão, coberto de sangue. Não vi os últimos minutos, tive de ir para a ambulância. Tive de ser cosido e fiquei com dois olhos negros», contou o músico, acérrimo adepto do City, ao talkSPORT.

5
Raphael Guerreiro

RAPHAEL GUERREIRO

Data de Nascimento: 22.12.1993

Clube: Borussia Dortmund

Posição: Lateral Esquerdo

Sagrou-se campeão europeu em 2016, a escassos quilómetros de Le Blanc-Mesnil, a localidade francesa em que nasceu, filho de pai português. Quando escolheu jogar por Portugal, em 2013, pouco falava da língua. Passados nove anos é inevitável que se sinta mais confortável no balneário da equipa nacional, mas a timidez continua a ser uma imagem de marca.

6
Gerson Rodrigues e João Palhinha no Portugal-Luxemburgo (António Cotrim/LUSA)

JOÃO PALHINHA

Data de Nascimento: 09.07.1995

Clube: Fulham

Posição: Médio Defensivo

Jogador possante e combativo, sente-se como peixe na água na Premier League. «Em Portugal sentia que não podia fazer um corte. Qualquer toque no adversário dava cartão amarelo. Em Inglaterra é completamente diferente», disse ao Daily Mail.

Curiosamente, Palhinha foi o primeiro jogador a cumprir a suspensão dos cinco cartões amarelos, na Premier League 22/23, mas isso não altera a sua forma de encarar o jogo: «Se tiver um jogo em que vejo que não faço tantos cortes, não me sinto tão bem. Um dos meus objetivos é ficar no top três. Se for o jogador com mais cortes da Premier League com mais desarmes, ficarei feliz.»

 

7
Cristiano Ronaldo (Getty)

CRISTIANO RONALDO

Data de Nascimento: 05.02.1985

Clube: Manchester United

Posição: Avançado

«O meu caminho ainda não terminou. Vão um levar um bocadinho mais de carga. Sinto-me motivado, com a ambição lá em cima. Quero continuar a fazer parte da equipa nacional no mundial e no próximo Europeu. Assumo já», disse Cristiano em setembro, ao ser premiado pela federação portuguesa por se ter tornado o melhor marcador de sempre de seleções.

Perante as dúvidas em torno da sua capacidade atual, alimentadas pelo contexto difícil de Manchester, o capitão de Portugal jogou na antecipação: contem com ele até 2024, altura em que terá 39 anos.

8
Pau Torres e Bruno Fernandes no Portugal-Espanha

BRUNO FERNANDES

Data de Nascimento: 08.09.1994

Clube: Manchester United

Posição: Médio

Com apenas 17 anos deixou a família e foi jogar para o Novara, de Itália, mas ao início pensou desistir. «Recebia o ordenado mínimo, que lá era 1.500 euros, mas só comecei a receber em fevereiro. Entre junho e fevereiro só tinha os 50 euros que a minha mãe me tinha dado. Esse dinheiro durou todo esse tempo porque eu vivia na academia, tinha tudo o que precisava», recordou, em entrevista à RTP.

Até aos 16 anos foi defesa central, mas depois tornou-se um médio de classe mundial. Determinado, mas também conhecido como resmungão, tem assumido estatuto de capitão em todos os clubes por onde passa.

9
André Silva (AP)

ANDRÉ SILVA

Data de Nascimento: 06.11.1995

Clube: Leipzig

Posição: Avançado

No Milan não foi feliz, mas na Alemanha é uma máquina de golos. Marcou 45 com a camisola do Eintracht Frankfurt, em 71 jogos, e já leva mais de duas dezenas com a camisola do Leipzig.

Agora que Erling Haaland e Robert Lewandowski deixaram a Bundesliga, o português está de olho no prémio de melhor marcador da Liga alemã.

«A verdade é que, há dois anos, se o Lewandowski já não estivesse aqui, se calhar eu tinha sido o melhor marcador. Mas isso já é passado. A verdade que, sem Lewandowski e Haaland aqui, vai ser diferente. São dois jogadores muito bons, mas pronto, agora tenho de tentar fazer uma época como fiz há dois anos», disse André Silva à Eleven Sports.

10
Bernardo Silva (AP)

BERNARDO SILVA

Data de Nascimento: 10.08.1994

Clube: Manchester City

Posição: Médio Ofensivo

«E Pluribus Unum», o lema do Benfica em latim, está tatuado no braço. Ganhou a alcunha de «Messi do Seixal», mas saiu com apenas três jogos realizados pelas águias. Sonha voltar um dia, quando ainda não estiver muito velho, mas saiu para ajudar o Mónaco a sagrar-se campeão francês e depois tornou-se um ídolo no Manchester City, clube pelo qual já conquistou quatro vezes a Premier League.

No último verão assumiu a vontade de iniciar uma nova experiência, mas acabou por ficar no clube inglês, para satisfação de Pep Guardiola: «É um jogador superlativo. Como jogador e como pessoa, é dos melhores que tive.»

Os colegas costumam dizer, em jeito de brincadeira, que usa roupas de velho, mas isso faz parte do carisma que faz de Bernardo um jogador ainda mais especial, como se vê também na Seleção.

11
João Félix (Getty)

JOÃO FÉLIX

Data de Nascimento: 10.11.1999

Clube: Atlético Madrid

Posição: Avançado

O segundo Golden Boy do futebol português, consagrado em 2019, ano em que o Benfica o vendeu ao Atlético de Madrid por 126 milhões de euros. Apesar do título espanhol conquistado em 2021, o avançado português deixou sempre a ideia de alguém fora do seu ambiente natural, em conflito constante com o estilo do treinador, Diego Simeone.

Na receção ao Club Brugge, para a Liga dos Campeões, atirou o colete ao chão quando percebeu que não ia sair do banco, e no treino seguinte fez um gesto de silêncio ao marcar um golo. «Está a custar-me tirar o melhor do João. É um problema que tenho de resolver», disse Simeone por esses dias.

O rendimento na Seleção mostra, em todo o caso, que o problema não se esgota exclusivamente no idolatrado treinador do Atlético.

12
José Sá (AP)

JOSÉ SÁ

Data de Nascimento: 17.01.1993

Clube: Wolverhampton

Posição: Guarda-redes

Começou a jogar como lateral, no clube da terra (Palmeiras FC), mesmo ao lado de casa, mas aos 12 anos foi «obrigado» a ir para a baliza, e nunca mais largou as luvas. Alguns anos depois ainda pensou desistir do futebol, mas ao longo da carreira tem mostrado capacidade para superar os obstáculos.

A barba ruiva é a imagem de marca, e entre os colegas valeu-lhe mesmo a alcunha de António Variações, um dos nomes mais contemporâneos da música portuguesa, embora tenha falecido em 1984. «Começaram a chamar-me isso depois do Europeu de sub-21 [de 2015]. Deve ser da voz», ironizou.

13
Ferran Torres e Danilo Pereira no Portugal-Espanha

DANILO PEREIRA

Data de Nascimento: 09.09.1991

Clube: Paris Saint-Germain

Posição: Defesa Central / Médio Defensivo

Um médio de origem cada vez mais convertido a defesa central. Tanto no PSG como na seleção portuguesa, que não tem assim tantas opções claras para essa posição.

«Nunca sonhei ser um goleador, nem sequer ser avançado. Quando era pequeno já preferia os aspetos defensivos, e especializei-me nisso. Alguns jogadores gostam de marcar golos ou fintar. Eu não gosto de sofrer golos», referiu ao Ouest France.

14
William Carvalho (Getty)

WILLIAM CARVALHO

Data de Nascimento: 07.04.1992

Clube: Betis

Posição: Médio Defensivo

Há quem o veja como um jogador lento, mas William marca o seu próprio tempo em campo, com aquele estilo descontraído que tem sido imprescindível no Betis e na seleção portuguesa.

«Tenho de respeitar algumas das pessoas. Sei que quem está ao meu redor, as pessoas que vivem comigo, não têm essa ideia [de que sou lento], isso é o mais importante», respondeu recentemente.

Em abril ajudou o Betis a conquistar a Taça do Rei e festejou no balneário de charuto na mão e com óculos de esqui na cara.

15
Rafael Leão (AP)

RAFAEL LEÃO

Data de Nascimento: 10.06.1999

Clube: AC Milan

Posição: Avançado

Formado no Sporting, saiu de forma polémica, ao quebrar unilateralmente o contrato depois do ataque de adeptos à academia do clube, em maio de 2018. Acabou condenado em tribunal a pagar uma indemnização de 16,5 milhões de euros.

Leão prosseguiu a carreira no Lille, que o vendeu por 30 milhões de euros ao Milan, clube pelo qual se sagrou campeão italiano em 2021/22, e distinguido como melhor jogador da Serie A.

Zlatan Ibrahimovic destaca-se sobretudo pelo autoelogio, mas no meio da festa fez questão de destacar o português: «O nosso homem, o nosso fenómeno e o nosso futuro. Não são necessárias mais palavras, meu amigo. Tu fizeste uma época brilhante. Agora mantém os pés no chão e trabalha ainda mais no duro porque isto é apenas o início».

16
Vitinha (Getty)

VITINHA

Data de Nascimento: 13.02.2000

Clube: Paris Saint-Germain

Posição: Médio

O pai, Vítor Manuel, era também médio, e fez quase 200 jogos na Liga portuguesa.

Formado no FC Porto, Vitinha fez parte da equipa que ganhou a Youth League em 2019. Em 2020/21 esteve emprestado ao Wolverhampton, que não quis acionar a opção de compra de 20 milhões de euros, e um ano depois o FC Porto vendeu-o ao PSG por mais do dobro.

«Impressionou-nos a todos. Adaptou-se rapidamente, é muito inteligente e atlético, por isso consegue encontrar muito espaço. Estamos muito satisfeitos, com a qualidade que tem mostrado. Está a ajudar-nos muito», disse o brasileiro Marquinhos, capitão do PSG.

17
João Mário (Getty)

JOÃO MÁRIO

Data de Nascimento: 19.01.1993

Clube: SL Benfica

Posição: Médio

A chegada do treinador Roger Schmidt a Portugal deu-lhe renovado protagonismo. Ou foi isso, ou foi o casamento, a 25 de junho deste ano, curiosamente o dia em que arrancaram os trabalhos de pré-época do Benfica. João Mário fez exames na manhã desse sábado e depois, da parte da tarde, deu o nó. No dia seguinte voltou a apresentar-se no clube, e agora até é um dos capitães. As portas da Seleção voltaram a abrir-se.

18
Rúben Neves (RODRIGO ANTUNES/LUSA)

RÚBEN NEVES

Data de Nascimento: 13.03.1997

Clube: Wolverhampton

Posição: Médio

Em Portugal diz-se que não sabe marcar golos feios. Para além da qualidade como distribuidor de jogo, é também um especialista em remates de fora da área.

Em todas as janelas de transferências é dado como certo que será vendido pelos Wolves, mas por lá continua, com mais de 200 jogos. «Quando tens um jogador de topo como ele, naquela posição específica, que sabe defender e atacar, e para além disso é um grande profissional e um grande homem... as grandes equipas estão aí com 100 milhões de libras para pagar por esses jogadores», disse Bruno Lage, quando ainda treinava a equipa inglesa.

19
Nuno Mendes (foto FPF)

NUNO MENDES

Data de Nascimento: 19.06.2002

Clube: Paris Saint-Germain

Posição: Lateral Esquerdo

Tinha nove anos de idade quando um desconhecido o tentou abordar à saída da escola. «Fui para casa e estava sozinho quando ele me bateu à porta. Peguei numa faca da cozinha, mas no final correu tudo bem», contou Nuno Mendes à RTP, a propósito do primeiro contacto com o olheiro que o recrutou para o Sporting.

Dez anos depois os «leões» venderam-no ao Paris Saint-Germain por 45 milhões de euros, mas Nuno não se amedrontou com as estrelas da equipa francesa, apesar de ser ainda muito jovem.

«No início foi estranho, estar ali com Messi, Neymar e Mbappé. Gosto de partilhar o balneário com eles. São grandes pessoas e grandes jogadores. É muito difícil ter a oportunidade de partilhar o balneário com três jogadores desses», afirmou.

20
João Cancelo (AP)

JOÃO CANCELO

Data de Nascimento: 27.05.1994

Clube: Manchester City

Posição: Lateral

Tem jogado a um nível tão alto, com Guardiola, que alguns adeptos dizem que consegue ser, ao mesmo tempo, o melhor lateral direito e o melhor lateral esquerdo do mundo.

Todas as conquistas da carreira são dedicadas à mãe, Filomena, que perdeu quando tinha 18 anos, na sequência de um acidente de carro (no qual seguia o próprio João, assim como o irmão). «Sei que a minha mãe está muito orgulhosa do meu percurso. Hoje tenho tudo, uma filha, uma família lindíssima. A única coisa que me falta é ela, que era a pessoa que mais merecia ver o meu sucesso», disse João ao Canal 11.

O ano passado falhou o Europeu por causa de um teste positivo à covid-19, mas agora aparece em forma para levar Portugal para a frente no Mundial.

21
Ricardo Horta fez o 1-1 no Espanha-Portugal

RICARDO HORTA

Data de Nascimento: 15.09.1994

Clube: SC Braga

Posição: Avançado

Fez a estreia pela seleção portuguesa em 2014, mas depois esteve ausente quase oito anos, e no regresso marcou à Espanha, na Liga das Nações. Pelo meio reservou lugar na história do Sp. Braga, mas no último verão chegou a despedir-se dos adeptos, convencido de que ia regressar ao Benfica, clube pelo qual torcia em pequeno. As complexas negociações, que envolviam também o Málaga, detentor de parte do passe, acabaram por falhar. «Não aconselho a experiência a nenhum jogador. Pelo que eu passei, pelo que se passou, e pelo que se inventou também», disse à SIC.

22
Diogo Costa (FC Porto), 25 milhões de euros

DIOGO COSTA

Data de Nascimento: 19.09.1999

Clube: FC Porto

Posição: Guarda-redes

Nasceu na Suíça, para onde tinha emigrado a família, mas desde os 11 anos de idade que está no FC Porto, onde foi formado para ser o herdeiro de Vítor Baía, que também usava a camisola 99. «Ele sempre disse que queria ser como o Vítor», recordou o primo, curiosamente chamado Vítor, ao Maisfutebol.

Campeão europeu de sub-17 e sub-19 por Portugal, e vencedor da Youth League pelo FC Porto, Diogo Costa é um muro de estabilidade aos 23 anos. Muito forte a sair aos pés dos adversários, ágil entre os postes, seguro a sair aos cruzamentos e fiável a jogar com os pés.

Na visita do FC Porto a Leverkusen, em outubro, tornou-se o primeiro jogador a fazer uma assistência e a defender um penálti num jogo da Liga dos Campeões. Poucos dias depois tornou-se o primeiro guardião a defender três penáltis na mesma edição da prova.

23
Matheus Nunes fez o 3-1 no Portugal-Turquia (Getty Images)

MATHEUS NUNES

Data de Nascimento: 27.08.1998

Clube: Wolverhampton

Posição: Médio

Nasceu no Brasil, mas chegou a Portugal com 13 anos de idade. Estrangeiro e menor de idade, teve de esperar um ano para ultrapassar as burocracias e começar a jogar no modesto Ericeirense. Chegou a conciliar o futebol com o trabalho numa pastelaria, até que, em 2018, saiu para o Estoril, e seis meses depois para o Sporting.

Em 2020, perante as críticas ao investimento elevado num treinador com pouca experiência como Ruben Amorim (14,4 milhões de euros), o presidente do Sporting respondeu que a valorização dos jovens ia compensar isso. «Não tenho dúvidas que, só o Matheus Nunes, vai pagar Rúben Amorim. Podem escrever. O que é caro por vezes é barato», acrescentou Frederico Varandas no canal 11.

Dois anos depois o médio foi vendido ao Wolverhampton por 45 milhões de euros.

Chegou a ser convocado para a seleção brasileira, e nas redes sociais até festejou esse prenda, recebida no dia do 23.º aniversário, mas depois optou por representar Portugal.

24
António Silva (Getty)

ANTÓNIO SILVA

Data de Nascimento: 31.10.2003

Clube: SL Benfica

Posição: Defesa Central

Aproveitou um surto de lesões para começar a jogar regularmente no Benfica, com a camisola 66, que em tempos foi de Rúben Dias. Agarrou o lugar com uma combinação impressionante de serenidade e atrevimento. Na Liga dos Campeões apareceu de dedo em riste para Bonucci, mais tarde tirou Gigi Donnarumma do sério, e pelo meio travou avançados como Vlahovic, Milik, Mbappé e Neymar, sem ficar abalado pelo penálti cometido em Paris.

Uma maturidade acima da média, de um jovem que até teve dificuldades de adaptação ao Benfica, clube que o recrutou aos 11 anos: «Foi muito difícil para mim, na altura. Fiz dois meses, e depois, no meu aniversário, voltei para casa. Não estava a correr bem, não estava feliz. Dormia pouco, tinha muitas saudades de casa», contou ao Canal 11.

25
Otávio festeja o 1-0 no Portugal-Turquia, com Bernardo Silva e Bruno Fernandes (Getty Images)

OTÁVIO

Data de Nascimento: 09.02.1995

Clube: FC Porto

Posição: Médio Ofensivo

Ainda jogou pela seleção sub-20 do Brasil, mas agora vai ao Mundial com a camisola de Portugal. Contratado pelo FC Porto em 2014, chegou à Seleção em 2021, com um golo logo na estreia, um particular com o Qatar.

«É o momento de retribuir o carinho de toda uma nação», disse então o médio, que mais tarde fez um golo e uma assistência frente à Turquia, em jogo das meias-finais do playoff de apuramento para o Mundial.

26
Gonçalo Ramos (LUSA/Manuel Fernando Araújo)

GONÇALO RAMOS

Data de Nascimento: 20.06.2001

Clube: SL Benfica

Posição: Avançado

O pai de Gonçalo, Manuel Ramos, jogou no principal escalão do futebol português, ao serviço de Farense e Salgueiros, e foi internacional sub-21. Gonçalo, que também já representou Portugal nesse escalão, entrou na lista para o Mundial sem qualquer jogo pela seleção principal, mas com o estatuto de melhor marcador da Liga, com sete golos em 12 jogos.

Nem sempre jogou a ponta de lança, mas esta época tem sido a principal referência de ataque do Benfica, até porque já tinha mostrado faro de golo em anos anteriores. Na estreia, um mês depois do 19.º aniversário, entrou a cinco minutos do fim, frente ao Desp. Aves, e marcou dois golos. Nessa época marcou por quatro equipas diferentes do Benfica (sub-19, sub-23, equipa B e equipa principal).

Comparado ao alemão Thomas Muller, tem a alcunha de feiticeiro entre colegas: «Como é que ganhei essa alcunha? Porque tenho alguma sorte nos ressaltos. A bola vinha sempre ter comigo. Começaram a chamar-me isso na seleção e no Benfica e ficou até hoje», explicou Gonçalo ao canal 11.

Maisfutebol
Croácia: os jogadores 18 nov 2022, 16:13
Sérvia: os jogadores 17 nov 2022, 16:34
Bélgica: os jogadores 17 nov 2022, 15:08
Suíça: os jogadores 16 nov 2022, 13:36
Camarões: os jogadores 15 nov 2022, 15:46
EUA: os jogadores 15 nov 2022, 00:38
Irão: os jogadores 14 nov 2022, 23:24
Uruguai: o guia 11 nov 2022, 18:42
Gana: o guia 11 nov 2022, 15:09
Brasil: o guia 10 nov 2022, 21:39
Qatar: o guia 7 nov 2022, 10:43
Portugal: os jogadores 2 nov 2022, 00:32
Portugal: o guia 1 nov 2022, 23:42
Alemanha: o guia 25 jun 2022, 00:45
Bélgica: o guia 25 jun 2022, 00:00
Dinamarca: o guia 24 jun 2022, 23:55
Irlanda do Norte: o guia 24 jun 2022, 16:02
Áustria: o guia 24 jun 2022, 14:13
França: o guia 24 jun 2022, 00:00
Países Baixos: o guia 23 jun 2022, 23:24
Portugal: o guia 23 jun 2022, 20:41
Inglaterra: o guia 23 jun 2022, 11:38
Suécia: o guia 23 jun 2022, 00:00
Suíça: o guia 23 jun 2022, 00:00
Itália: as jogadoras 22 jun 2022, 20:04
Suíça: as jogadoras 21 jun 2022, 23:28
Bélgica: as jogadoras 21 jun 2022, 23:17
Noruega: as jogadoras 20 jun 2022, 23:35
França: as jogadoras 20 jun 2022, 14:32
Dinamarca: as jogadoras 19 jun 2022, 22:20
Suécia: as jogadoras 17 jun 2022, 00:10
Islândia: as jogadoras 16 jun 2022, 23:17
Finlândia: as jogadoras 16 jun 2022, 15:14
Inglaterra: as jogadoras 16 jun 2022, 01:24
Portugal: as jogadoras 31 mai 2022, 18:34
Polónia: a análise 11 jun 2021, 23:48
França: a análise 11 jun 2021, 13:53
Eslováquia: a análise 11 jun 2021, 00:00
Espanha: a análise 11 jun 2021, 00:00
Escócia: a análise 10 jun 2021, 22:40
Croácia: a análise 10 jun 2021, 22:39
Inglaterra: a análise 10 jun 2021, 22:39
Portugal: a análise 10 jun 2021, 22:01
Suécia: a análise 10 jun 2021, 21:14
Ucrânia: a análise 10 jun 2021, 01:20
Áustria: a análise 10 jun 2021, 01:19
Rússia: a análise 9 jun 2021, 00:11
Finlândia: a análise 9 jun 2021, 00:10
Suíça: a análise 8 jun 2021, 00:11
Turquia: a análise 8 jun 2021, 00:11
Finlândia 7 jun 2021, 00:24
Escócia 7 jun 2021, 00:23
Suíça 7 jun 2021, 00:23
Suécia 7 jun 2021, 00:23
Dinamarca 7 jun 2021, 00:23
Espanha 7 jun 2021, 00:22
Ucrânia 7 jun 2021, 00:22
Itália 7 jun 2021, 00:22
Países Baixos 7 jun 2021, 00:22
Bélgica 7 jun 2021, 00:21
Turquia 7 jun 2021, 00:21
País de Gales 7 jun 2021, 00:20
Macedónia do Norte 7 jun 2021, 00:20
Rep. Checa 7 jun 2021, 00:20
Polónia 7 jun 2021, 00:20
Croácia 7 jun 2021, 00:19
Áustria 7 jun 2021, 00:19
Hungria 7 jun 2021, 00:19
Rússia 7 jun 2021, 00:19
Alemanha 7 jun 2021, 00:18
Eslováquia 7 jun 2021, 00:18
Inglaterra 7 jun 2021, 00:18
França 7 jun 2021, 00:17
Portugal 20 mai 2021, 23:45
100 anos do Sp. Braga 18 jan 2021, 23:51