Maisfutebol

Estoril: novos começos na Amoreira

1
Estoril (Foto Twitter Estoril Praia)

O Estoril tinha começado a pré-época há três dias quando saiu Bruno Pinheiro. Com o comboio em andamento, Nélson Veríssimo agarrou a oportunidade de prosseguir a carreira na Liga depois de fechado o ciclo na Luz, para a sua primeira experiência no banco longe do Benfica. O novo treinador, a expectativa gerada pela boa época passada e uma mão cheia de reforços promissores alimentam o interesse em torno da nova campanha de um Estoril que viu sair muita gente e volta a tentar fazer da juventude a sua força.

Com Bruno Pinheiro, que deu o seu ciclo por terminado depois de levar o clube de volta à Liga ao fim de três anos de ausência e liderar a equipa até ao nono lugar na temporada passada, o Estoril já se destacava pela valorização de jogadores jovens, alicerçado também na excelente base da equipa sub-23, bicampeã da Liga Revelação. Na época passada, a fórmula resultou num campeonato entusiasmante dos «canarinhos», que andaram em zona europeia antes de uma quebra de rendimento na segunda volta. A tendência mantém-se, num plantel com média de idades de 23 anos. Nélson Veríssimo tem a tarefa de prosseguir esse caminho, tirando partido da sua experiência na formação.

O Estoril procurou reforçar várias posições, depois de muitas saídas no defeso. Deixaram o clube jogadores como Bruno Lourenço, Gamboa, Soria, Rui Fonte, Nahuel, David Bruno, Patrick William ou Leonardo Ruiz. Depois, mesmo em cima do arranque da Liga, confirmou-se a grande baixa na Amoreira, com a saída de André Franco para o FC Porto.

Na procura de reforços para a nova temporada o clube aproveitou mais uma vez o filão dos chamados «grandes», procurando tirar partido de jovens com escola, potencial e também, como diz Nélson Veríssimo, com «fome». Ou seja, vontade de mostrarem o que valem. Chegaram, desde logo, vários jogadores com quem Veríssimo já trabalhou: o extremo Tiago Gouveia foi cedido pelo Benfica já na reta final da pré-temporada e juntou-se aos ex-companheiros Pedro Álvaro e Tiago Araújo, que rumaram ao Estoril em regime de passe partilhado. Na mesma situação está Mor Ndiaye, médio que chega do FC Porto B. Do Sporting chegou por empréstimo o lateral-direito Gonçalo Esteves.

O avançado espanhol Alejandro Marqués, dos quadros da Juventus e reforço para um centro de ataque enfraquecido com as saídas de Fonte ou Clóvis, é outra aposta de futuro. Tal como o médio francês Titouan Thomas, contratado ao Lyon. Outro reforço a gerar expectativa, mais experiente, é o médio internacional camaronês Lea Siliki, ex-Middlesbrough.

O Estoril recuperou ainda João Carlos, o avançado que foi o goleador da II Liga com a camisola da Académica, bem como o tunisino Elias Achouri, que jogou no Trofense por empréstimo. Em Portugal, contratou o extremo Rodrigo Martins, destaque do Mafra na época passada.

Quanto aos objetivos da temporada, Veríssimo diz que a equipa vai «olhar para cima», mas evitou colocar a fasquia ao nível da época passada, ou ainda de um eventual apuramento europeu, que o Estoril conseguiu por duas vezes, primeiro em 2014 com Marco Silva e depois na época seguinte. O técnico aponta como primeiro patamar uma época tranquila, que um exigente arranque de campeonato pode começar cedo a definir: o Estoril começa frente ao Famalicão, segue em Guimarães e até meados de setembro ainda defronta Sporting e FC Porto.

2
Estoril-Belenenses

Classificação da época passada:

Melhor classificação: 4º (em 2013/14 e em 1947/48)

Presenças na I Divisão: 27

Objetivo: Primeira metade da tabela

3
Nélson Veríssimo (Estoril)

Treinador: Nélson Veríssimo

O antigo defesa que começou a carreira de jogador no Benfica voltou à casa de partida em 2012 para iniciar o percurso de treinador. Trabalhou ao longo da última década na equipa B das águias, primeiro como treinador-adjunto e depois assumindo o comando, e saltou para primeiro plano quando foi chamado a orientar a equipa principal, em duas ocasiões – num período mais curto em 2019/20, quando saiu Bruno Lage, e em metade da época que agora terminou, desde a saída de Jorge Jesus no final de dezembro.

Veríssimo pegou no Benfica em terceiro lugar, no final da primeira volta, e deixou-o na mesma posição, a larga distância do campeão FC Porto e também do segundo lugar. Sob a sua orientação, a equipa fez em contrapartida um percurso positivo na Liga dos Campeões, onde atingiu os quartos de final, caindo frente ao Liverpool. Ficou claro desde logo que não seria aposta de continuidade na Luz e assumiu que o seu futuro devia passar por sair do clube.

Aos 45 anos, ponderava sair de Portugal, mas o convite do Estoril levou-o a fazer uma viagem bem mais curta. Tem os meses de experiência acumulada num «navio-almirante» como o Benfica, aliados a muitos anos de formação, mas é o seu primeiro desafio a solo, longe da casa-mãe.

4
Banco de suplentes

Plantel

Clique aqui para ver o plantel completo

Entradas: Rodrigo Martins (Mafra), Titouan Thomas (Lyon), Gonçalo Esteves (Sporting, empréstimo), Tiago Araújo (Benfica), Pedro Álvaro (Benfica), Lea Siliki (Rennes), Mor Ndiaye (FC Porto), Tiago Gouveia (Benfica, empréstimo), Alejandro Marqués (Juventus, empréstimo).

Saídas: André Clóvis (Ac. Viseu, empréstimo), David Bruno, Patrick William (fim de empréstimo), Raúl Silva (fim de empréstimo), Nahuel Ferraresi (fim de empréstimo), João Gamboa, Romário Baró (fim de empréstimo), Bruno Lourenço (Boavista), Jordi Mboula (fim de empréstimo), António Xavier (fim de empréstimo), Rui Fonte (Famalicão), Lucho Vega (Marítimo), Ryotaro Meshino (fim de empréstimo), Rodrigo Valente (Santa Clara), Carles Soria (PAS Giannina), Leonardo Ruiz (Rio Ave), André Franco (FC Porto).

5
Tiago Gouveia

Atenção a: Tiago Gouveia

Tiago Gouveia cresceu na linha de Cascais e agora vai prosseguir o processo de evolução perto de casa. Aos 21 anos, o extremo assumiu o desafio de deixar temporariamente a Luz para trabalhar com o treinador que o lançou na equipa principal do Benfica na época passada. Chega ao Estoril por empréstimo, depois de ter feito a pré-temporada sob o comando de Roger Schmidt, sem ter sido aposta do novo técnico das águias.

Assume-se como benfiquista desde pequenino. Mesmo desde os tempos do Sporting, que representou em dois momentos diferentes ao longo dos primeiros anos de formação. Ele próprio contou ao Maisfutebol como em tempos, passando pelo Estádio da Luz a caminho de Alcochete, disse à mãe que um dia iria jogar ali.

Jogou pela primeira vez pela equipa principal do Benfica nos Barreiros, quando saiu do banco na antepenúltima jornada da época passada, frente ao Marítimo. Depois, foi titular na última ronda. Apresentou-se cedo em Paços de Ferreira, com a assistência para o golo de Henrique Araújo que abriu o marcador aos quatro minutos.

Para trás ficava um percurso que começou nos juvenis do Benfica e passou por todos os escalões, até se tornar na época passada uma das principais referências da equipa B, com 25 jogos e 10 marcados na época passada. Extremo forte e objetivo, o internacional sub-19 por Portugal tinha terminado o processo formativo e, entre as várias opções, optou por rodar na Liga, de olho num futuro regresso à Luz. A alimentar a expectativa, estreou-se na reta final da pré-época do Estoril a bisar frente ao Casa Pia.

6
Genéricas Maisfutebol

Equipa-tipo

Dani Figueira;

Gonçalo Esteves, Pedro Álvaro, Bernardo Vital, Joãozinho;

Geraldes, Rosier, Serginho;

Rodrigo Martins, João Carlos, Tiago Gouveia

Calendário do Estoril

Maisfutebol
Alemanha: o guia 25 jun, 00:45
Bélgica: o guia 25 jun, 00:00
Áustria: o guia 24 jun, 14:13
França: o guia 24 jun, 00:00
Portugal: o guia 23 jun, 20:41
Suécia: o guia 23 jun, 00:00
Suíça: o guia 23 jun, 00:00
Polónia: a análise 11 jun 2021, 23:48
França: a análise 11 jun 2021, 13:53
Eslováquia: a análise 11 jun 2021, 00:00
Espanha: a análise 11 jun 2021, 00:00
Escócia: a análise 10 jun 2021, 22:40
Croácia: a análise 10 jun 2021, 22:39
Inglaterra: a análise 10 jun 2021, 22:39
Portugal: a análise 10 jun 2021, 22:01
Suécia: a análise 10 jun 2021, 21:14
Ucrânia: a análise 10 jun 2021, 01:20
Áustria: a análise 10 jun 2021, 01:19
Rússia: a análise 9 jun 2021, 00:11
Finlândia: a análise 9 jun 2021, 00:10
Suíça: a análise 8 jun 2021, 00:11
Turquia: a análise 8 jun 2021, 00:11
Finlândia 7 jun 2021, 00:24
Suíça 7 jun 2021, 00:23
Suécia 7 jun 2021, 00:23
Escócia 7 jun 2021, 00:23
Dinamarca 7 jun 2021, 00:23
Espanha 7 jun 2021, 00:22
Ucrânia 7 jun 2021, 00:22
Itália 7 jun 2021, 00:22
Países Baixos 7 jun 2021, 00:22
Bélgica 7 jun 2021, 00:21
Turquia 7 jun 2021, 00:21
País de Gales 7 jun 2021, 00:20
Macedónia do Norte 7 jun 2021, 00:20
Rep. Checa 7 jun 2021, 00:20
Polónia 7 jun 2021, 00:20
Croácia 7 jun 2021, 00:19
Áustria 7 jun 2021, 00:19
Hungria 7 jun 2021, 00:19
Rússia 7 jun 2021, 00:19
Alemanha 7 jun 2021, 00:18
Eslováquia 7 jun 2021, 00:18
Inglaterra 7 jun 2021, 00:18
França 7 jun 2021, 00:17
Portugal 20 mai 2021, 23:45
100 anos do Sp. Braga 18 jan 2021, 23:51